20 ago, 2018

3 tendências de consumo na gastronomia

por mktchef em Conteúdo

Tendências na gastronomia: quais comportamentos influenciam o consumo no negócio de bares e restaurantes?

Para Marketing Chef estamos na era de um “Novo Olhar”. Bons negócios estão esperando quem tiver esse olhar especial, percebendo as tendências e investindo energia e recursos em ideias promissoras e inovadoras. As boas tendências são aquelas conectadas com as mudanças que o mundo e o mercado passam hoje e que definirão os próximos anos, e que também possibilitam sinergia com a sua empresa.

Cabe aos empresários e executivos dos restaurantes selecionar possibilidades e escolher os caminhos. Confira algumas tendências que selecionamos para você:

1- Sustentabilidade: Gastronomia Consciente e Redução do Desperdício

A “Gastronomia Sustentável” é uma tendência atual e considerável nos estabelecimentos. E alguns pontos básicos são super importantes: saber de onde o alimento vem e como é produzido, como ele está sendo tratado, como o produtor trabalha, se está sendo feito o uso de agrotóxicos ou fertilizantes, se o acondicionamento e transporte é o correto, se o insumo é aproveitado, etc.

Além disso, donos de restaurantes que oferecem essa prática se preocupam com o gerenciamento da água, gás e energia. A gastronomia sustentável prioriza alimentos orgânicos e sazonais, que são cada vez mais pedidos pelos consumidores. Fique atento a essa dica!

A redução do desperdício é outro ponto fundamental. De acordo com pesquisa realizada pela Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO/ONU), 1,3 bilhão de toneladas de alimentos são desperdiçados anualmente. Isso significa que 30% da quantidade de alimentos produzidos no mundo são jogados no lixo sem terem sido aproveitados. Sem levar em conta as sobras de comida que poderiam ser reaproveitadas, as más condições de logística, transporte e armazenamento também contribuem para o desperdício.

A adoção da Gastronomia Sustentável pelos restaurantes deve ser acompanhada de ações de comunicação com seus clientes para a devida conscientização.

2 – Aplicativos e Cardápios Eletrônicos

O acesso à informação na rede e em conteúdo off-line formam esta tendência. Os aplicativos traçam roteiros para viagens gastronômicas, trazem receitas e dicas, ajudam a harmonizar vinhos e cervejas com os pratos, gerenciam o consumo de calorias, etc.

Os aplicativos de cardápio inicialmente desenvolvidos para uso em tablets dos restaurantes, tendem a rodar diretamente nos smartfones dos clientes, tanto em serviços de entregas quanto nos próprios estabelecimentos.

Não significa a morte do cardápio impresso, mas implica que esta peça gráfica terá que atualizar-se e melhorar muito para competir com os meios eletrônicos.

Os cartões de fidelidade tendem a ser incorporados por estes aplicativos.

3 – Crie experiências, desenvolva sua marca e seu PDV

Muito mais do que produtos as pessoas buscam atualmente por experiências. Intensificar essas vivencia nos restaurantes é uma forma estratégica de agregar serviços aos produtos.

Ao criar um ambiente temático nos restaurantes melhora-se a experiência do cliente e agrega-se valor a marca do estabelecimento e aos seus produtos, possibilitando a fidelização da clientela e a conquista de novos públicos.

A rede de Restaurantes Nau, com restaurantes na região Nordeste e em Brasília adotou uma cadeira Camaleão com o encosto tematizado com o desenho das calçadas da praia de Copacabana no Rio de Janeiro. Dessa forma eles estabeleceram uma conexão com a expectativa do turista estrangeiro que vem ao Brasil munido do imaginário sobre o nosso país, no qual o Rio é a informação mais forte. Uma estratégia assim possibilita acessar novos mercados ligados ao turismo, ampliando o potencial de negócios do restaurante.

Da mesma forma personalizar elementos da decoração com a marca, como as cadeiras por exemplo, podem fortalecer a presença da marca perante o cliente e colaborar na fidelização.


Foto: Instagram Nau Natal