Redação Marketing Chef
Por Redação Marketing Chef
13 de October de 2019

Escolher o negócio ideal para investir não é uma tarefa fácil, muito menos avaliar o que ela pode oferecer no quesito comunicação de franquias. Pensando nisso, definimos 10 aspectos fundamentais a serem analisados e que podem ser muito vantajosos na hora de optar por uma franquia para ser o seu negócio.

Aí vão elas:

1. Cultura empresarial

A cultura é a essência de um negócio, seja ele gastronômico ou não. Uma cultura estabelecida com missões, visões e valores são fundamentais para o sucesso e crescimento da rede. A franqueadora tem o papel de transmitir essa cultura para os franqueados juntamente com o seu modelo de negócios.

Essa qualidade é muito importante para quem está construindo um novo negócio, seja desenvolvendo um projeto do zero ou entrando em uma rede de franquias. Entender a sua empresa é um passo fundamental para iniciar uma jornada de sucesso.

2. Marketing em grande escala

O fundo de propaganda ou fundo de marketing é uma contribuição que o franqueado paga mensalmente para a franqueadora investir em branding nacional ou regional. Quando bem administrado, esse fundo torna-se uma grande vantagem a favor da rede de franquias em comparação aos negócios independentes.

Isso porque uma grande marca não deixa nunca de investir em marketing. E, muitas vezes nos negócios gastronômicos esse planejamento com porcentagem para marketing não existe. No modelo de franchising esse é um aspecto fundamental.

3. Selo de excelência

Anualmente a Associação Brasileira de Franchising (ABF) realiza uma pesquisa que avalia a excelência das Redes Franqueadas. As redes classificadas com boa performance são chanceladas após atingirem o nível satisfatório da avaliação. Portanto, é importante verificar e priorizar as marcas melhor posicionadas, pois esse selo de excelência é o mesmo que você poderá utilizar em sua unidade franqueada.

4. Promoção e campanhas da Rede Regional

Uma grande vantagem de adquirir uma franquia são as ações e promoções que a franqueadora pode oferecer. Sejam descontos em produtos específicos por ponto de venda ou campanhas institucionais e sazonais. 

5. Presença Digital

É impossível uma franquia não estar presente no ambiente digital. Analisar o número de seguidores, curtidas e engajamento dos usuários na rede franqueada é importantíssimo para perceber a abrangência da marca. As estratégias digitais variam muito em cada segmento. Em alguns casos, o direito de gerenciar os canais digitais é exclusivo da franqueadora, mas muitas vezes é função do franqueado fazer o gerenciamento.

6. Reputação da marca

A reputação de uma empresa é a maneira pela qual ela é percebida pelo mercado. É um reflexo de todas as experiências pessoais dos clientes, das atitudes empresariais no que diz respeito às ações e práticas organizacionais e à opinião de terceiros que possam exercer algum tipo de influência em potenciais públicos de interesse.

Portanto, faça os seguintes questionamentos: Você se identifica com a marca? Você sentirá orgulho e satisfação em representar aquela marca? Depois desses questionamentos, vale conferir no reclame aqui como é a atuação da mesma ao trabalhar a insatisfação de clientes.

7. Site e domínio 

Na maioria das vezes a franqueadora é responsável pelo domínio (www.nomedarede.com.br) o que acaba retirando essa responsabilidade de gerenciamento e atualização do site. Porém, em alguns segmentos e, principalmente, as franquias de serviço, cada franqueado recebe um subdomínio (www.nomedarede.com.br/itaim-sp) que geralmente é oferecido para ajuda na venda de produtos/serviços locais. 

8. Comunicação no ponto de venda

É papel fundamental da franqueadora oferecer um manual de padronização para as franquias, explicando as cores, arquitetura e distribuição dos produtos no ponto de venda. Além disso, é importante comunicar ao franqueado o custo da operação inicial, além de incentivar que ele avalie a localização da nova unidade e os critérios estabelecidos.

9. Legislação 

A Legislação varia muito de segmento para segmento, mas, todas têm restrições e liberações.  Portanto, verifique com a franqueadora as normas de comunicação e da divulgação da marca nos diversos canais. Além disso, não se esqueça que as regras do CONAR (Código Brasileiro de Autorregulamentação Publicitária) variam muito por segmento e cidades.

10.   Seja apaixonado

Você pode adquirir uma franquia e um modelo de negócio que já é testado e aplicável, porém de nada adianta se você não tiver uma veia empreendedora e ser apaixonado pelo que faz e pelo que vende. Se não, depois de três anos você já não vai aguentar mais vender aquele produto/serviço.