Redação Marketing Chef
Por Redação Marketing Chef
10 de junho de 2020

A pandemia do coronavírus e o isolamento social causaram impactos significativos no setor da gastronomia. Muitos restaurantes self-service fecharam suas portas, e outros tiveram que se adaptar, oferecendo delivery ou to go. No entanto, é preciso pensar que o futuro pós COVID, não será como antes.

Muitas adaptações serão necessárias e é preciso planejamento para atender as novas demandas do mercado e dos consumidores. Pensando nisso, escrevemos este artigo com sugestões de estratégias para os restaurantes self-service se prepararem para o futuro. 

Restaurante self-service: como se preparar para o futuro pós COVID

Além das ações que muitos estabelecimentos já adotaram, como delivery e coleta no balcão, outras estratégias precisam ser pensadas. Como provavelmente os restaurantes self-service, terão que optar pela operação “a la carte”, os estabelecimentos precisam dar uma atenção especial a criação de cardápios.

Aumentar a presença online, também nunca foi tão urgente. A comunicação com o cliente é especialmente importante para os restaurantes self-service nesse período, por causa da maior concorrência. Com as pessoas em casa, apostam no marketing digital para atrair e se relacionar com os clientes.

Além disso, será preciso simplificar as operações na cozinha para atender às novas necessidades do consumidor. Alguns restaurantes estão expandindo seus menus de entrega, oferecendo mais opções de alimentos frescos e preparados. 

Outro fator importante é manter uma boa gestão financeira. A maioria dos restaurantes vai gerar apenas uma pequena fração de sua receita normal em breve, portanto, o gerenciamento de caixa é prioridade. Para economizar, muitos gestores estão adiando ou negociando pagamentos de aluguel, gastos indiretos e reduzindo custos. 

Quando as pessoas voltarão a comer em restaurantes self-services? 

A resposta ainda não está clara, mas talvez os fechamentos obrigatórios se estendam além das datas anunciadas. O que é bom, por razões de saúde e segurança, mas os restaurantes self-service estão entre os últimos que poderão reabrir. 

Planejar o retorno, requer adaptações em todas as áreas do restaurante: acesso, bufê, caixa e salão. Para controlar aglomerações, controle o fluxo de entrada e adote procedimentos de segurança, como uso obrigatório de máscara e álcool gel.

No bufê, todas as louças e talheres devem ser higienizados adequadamente e embalados. Identifique a distância no piso de 1,5 metro entre as pessoas. Use produtos embalados para oferecer no bufê e coloque protetores de acrílico para proteger funcionários. Outra opção é oferecer pratos montados.

No salão reduza as mesas e garanta um distanciamento entre uma e outra. As mesas devem ser desinfetadas pelos funcionários sempre que trocar de cliente. O ideal é usar ventilação natural, mas em caso de ar condicionado, manter os filtros sempre limpos.

No caixa, faça a identificação de distanciamento seguro no piso. Os operadores devem usar máscaras com protetor de acrílico entre eles e os clientes e desinfetar as máquinas de cartão a cada uso.

O futuro do restaurante self service dependerá dessas adaptações.

Se precisar de ajuda para criação de cardápios enxutos e atrativos, conte com a gente!

Tags: destaque