Redação Marketing Chef
Por Redação Marketing Chef
23 de April de 2019

Porque é tão importante criar uma playlist para o seu restaurante? Eis a primeira dúvida! Saiba que o mais importante de tudo isso é colocar ainda mais identidade própria no ambiente.

Escolher a dedo a playlist para o seu restaurante faz parte de toda a estratégia que você desenvolveu. Ela também vai se encaixar melhor no seu nicho e vai fazer toda a diferença.

Com certeza o tipo de música colocada durante os períodos da refeição depende do conceito do estabelecimento.Ela tem que estar alinhada com o que você propõe, até porque ela vai mostrar mais das suas referências e se comunicar com o cliente.

Mas, não se esqueça que este é um momento focado na alimentação, então na maioria das vezes os clientes querem relaxar para degustar o que eles pediram.

Depende de você identificar quando dá pra ousar um pouco e mudar o tom, ou como a música pode influenciar o seu cliente fazendo até com que ele consuma mais.

Parece uma pergunta boba, mas é bom esclarecer como a música ambiente é essencial e não deve ser vista somente como um acessório para o local. É um ambiente coletivo e ao mesmo tempo pessoal.

São momentos de encontros e bate papo, por isso a música ambiente é importante para criar a atmosfera ideal para aquele papo com os amigos que não se vêem há anos ou aquele encontro romântico que ninguém quer compartilhar com o restaurante inteiro.

Além disso, a música ambiente faz o papel perfeito de cobrir aquele barulho chato de talheres ou de cochichos desagradáveis.

Então o que é essencial para ter uma boa playlist e acertar em cheio na música ambiente para o seu restaurante?

Aqui vão algumas dicas:

Faça a maior playlist que você conseguir

É muito importante selecionar muitas horas de música. Especialistas dizem que tem que ter no mínimo 600 músicas para ser uma boa lista.

Mesmo que seu restaurante ou bar não fique aberto para o almoço e para a janta, pense nos seus funcionários. Eles serão obrigados a escutar sua música por muito tempo, diariamente.

Em algum momento eles vão se cansar, então capriche nas referências e invista um tempo para selecionar boas e muitas músicas.

Administre o clima

Uma boa estratégia é dividir as músicas ambientes em três categorias de intensidade e energia. Músicas para o dia e para a noite devem se diferenciar, sendo mais tranquilas para a hora do almoço e mais agitadas para a janta.

Durante o mesmo período, pontos como a empolgação dos clientes, volume de conversa e número de pessoas mudam o clima do restaurante e a música ambiente deve acompanhar.

Fique atento nisso e mude o som de acordo com o que a energia das pessoas pede.

Mostre o conceito do seu restaurante através da música

Basicamente, saia do lugar comum. Seus clientes não querem ouvir o que escutam na rádio todos os dias indo para o trabalho. Faça uma curadoria excepcional, afirmando seu conceito.

Mesmo se não houver uma proposta bem definida no seu restaurante, bar ou café, transmita algo através da música que você coloca.

A comunicação pela música ambiente diz mais do que se possa imaginar!